segunda-feira, 24 de junho de 2013

Concurso Polícia Rodoviária Federal Inscrições abertas para mil vagas! Superior e R$6.479

Concurso Polícia Rodoviária Federal

Inscrições abertas para mil vagas! Superior e R$6.479

Fonte: Folha Dirigida
24 de Junho de 2013

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebe, desde as 10h desta segunda-feira, dia 24 de junho, e apenas pela internet, as inscrições no concurso para mil vagas de policial rodoviário federal, cuja remuneração é de R$6.479,81 no início da carreira (há reajuste previsto para 2014 e 2015).  A oportunidade é voltada para homens e mulheres que possuam o ensino superior completo em qualquer área, além da carteira de habilitação, na categoria B ou superior. As provas objetivas e discursiva, que abrem a seleção, estão previstas para 11 de agosto, em todas as capitais.  As inscrições deverão ser feitas no site do organizador da seleção, o Cespe/UnB, até as 23h59 do dia 8 do mês que vem. O valor da taxa é de R$150 e pagamento deverá ser realizado até o dia 19 também do próximo mês. Será possível solicitar a isenção da taxa (conforme critérios informados no edital do concurso) ao longo de todo o prazo de inscrição.

De acordo com a PRF, o concurso é para lotação, preferencialmente, nas regiões de fronteira, que abrangem os estados do Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia e Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Existe a possibilidade de todos os estados receberem aprovados na seleção, mas isso dependerá do resultado do remanejamento interno dos atuais policiais, que antecederá a convocação dos aprovados no concurso para a escolha da vaga, como explicou o departamento. Os classificados para as mil vagas inicialmente oferecidas deverão ser convocados imediatamente, uma vez que a PRF pretende contar com o reforço já para o período da Copa do Mundo, que será realizada de junho a julho do ano que vem. As contratações serão pelo regime estatutário, que proporciona estabilidade. Os admitidos ainda farão jus a benefícios como auxílio-alimentação, de R$373, já incluído na remuneração informada. Em geral, os policiais rodoviários federais cumprem regime de escala de revezamento, de 24 por 72 horas.

Devido a um acordo firmado com o governo federal, os ganhos iniciais da carreira deverão subir para R$6.791,25 por mês, em janeiro de 2014, sendo esse o valor pago aos que ingressarem por este concurso. A partir de 2015, a remuneração deverá ser de R$7.092,91. Nos dois casos, o auxílio-alimentação já está incluído. Aqueles que forem lotados na fronteira poderão contar ganhos adicionais de até R$2 mil aproximadamente. A quantia é referente à chamada indenização de fronteira, de R$91 por dia, cuja criação está sendo discutida no Congresso Nacional. Segundo a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), acredita-se que até a nomeação dos aprovados no atual concurso a proposta já terá sido convertida em lei. A federação afirmou também que já está trabalhando para dobrar as vagas do concurso, como é permitido pela legislação. Além das provas escritas, os novos policiais serão selecionados por meio de exame de capacidade física (conforme tabela ao lado), avaliações de saúde, psicológica e de títulos, investigação social e curso de formação profissional. A validade da seleção será de um ano, podendo dobrar.

Serviço
Inscrições: www.cespe.unb.br/concursos/DPRF_13/

Especialistas em concurso criticam curto prazo de estudo para as provas
Segundo o Decreto nº 6.944/09, o prazo para a publicação do edital de concurso deve ser de, no mínimo, 60 dias antes da realização da primeira prova. Apesar do atual concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) cumprir a norma (o edital foi publicado no último dia 12, com as provas objetivas e discursivas marcadas para 11 de agosto), os futuros candidatos julgam que, nesse caso, o prazo deveria ser maior, especialmente porque as seleções do órgão costumam demandar um período maior de preparo. Os especialistas em concurso também pensam da mesma maneira. A coordenadora pedagógica do curso Degrau Cultural, Rosângela Cardoso, e o diretor acadêmico do curso Multiplus, Alexander Ruas, concordam que seria mais justo que o prazo fosse estendido para 90 dias, pois assim os candidatos poderiam se preparar mais. Porém, Alexander faz uma ressalva.

“Embora o tempo seja pequeno, não há desculpas para estudar menos. Aquele que realmente deseja passar já deve se organizar bem antes da divulgação do edital, e não ficar esperando até que as datas sejam confirmadas.” Alexander Ruas garante que, embora a organizadora esse ano tenha mudado para o Cespe, não houve muitas mudanças em relação ao programa anterior, apenas algumas atualizações. Ele lembra ainda que a banca tem um estilo próprio de avaliação.  Rosângela Cardoso recorda ainda que as disciplinas de Primeiros Socorros e Direito Civil foram retiradas do conteúdo deste ano, e comunicadas pelo órgão antes da divulgação do edital.

A coordenadora da Degrau Cultural salienta que, com o curto prazo, os candidatos terão que fortalecer a maratona de estudos. O diretor do curso Multiplus acrescenta que a maneira como os professores abordarão todo o programa será prejudicada. Entretanto, ele adverte que os docentes devem ficar atentos, desde o princípio, para os assuntos recorrentes e os que vão ficar de fora. “Eles devem ser estatísticos por natureza, e sempre trabalhar com probabilidades quando se trata de concursos”, aconselha. Rosângela Cardoso e Alexander Ruas divergem em um ponto. A especialista crê que a Polícia Rodoviária Federal sairá prejudicada com o prazo breve, pois os candidatos terão pouco tempo para estudar. Já o diretor discorda. “Não há empecilho, porque esse concurso já era esperado. Mais uma vez, reforço que cabe a cada um se preparar com antecedência. Agora, o período é de revisão de todo o conteúdo.”

24 de Junho de 2013






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...